Dieta da Proteína

dieta da proteina-01
Antes de tudo, venho afirmar que não sou nutricionista e que esta é uma dieta experimental que eu mesmo já adotei há 7 meses. Vejo bastante resultado e não vem prejudicando minha saúde. Alimentação é um assunto que sempre me interessou, até escrevi um TCC sobre obesidade na finalização do meu curso, o que me fez aprender mais sobre diversos tipos de dieta. Vale ressaltar que cada organismo é diferente, o recomendável sempre é a consulta de um profissional.

Dieta protéica é usada muitas vezes para ganhar massa muscular ou até mesmo fazer manutenção diária dos músculos, com o tempo, muitos descobriram que a mesma dieta auxilia perca de peso, entenda:  carboidratos são nosso principal combustível , sem eles o organismo entra em processo de Cetose, ou seja, consome estoques de gordura para gerar energia para as atividades diárias. Nesta dieta, recomenda-se que a pessoa diminua os carboidratos e não os elimine por completo, na falta deles sentimos desânimo, vertigem, náuseas e as vezes até lapsos de memória.
Bolas - Postagem-01 (1) É liberado e até indicado o consumo com moderação de chás, frutas, verduras e legumes durante a dieta, até porque o corpo necessita de vitaminas, sais minerais e fibras para se manter (1). Dê preferência as proteínas das carnes (frango e peixe se possível), do ovo (sobretudo a clara), leite e derivados (2). Lembrando que dietas ricas em proteínas são contra indicadas para indivíduos com problemas renais, o risco de desidratação é maior nessa dieta, beba de 2 a 4 litros de água (3).

Modelo - imagem - 640x4253-01
Com o aumento de proteínas e diminuição de ‘carbos’ temos efeito termogênico no organismo, o metabolismo acelera e temos por conseqüência o emagrecimento. Além deste benefício, ingerindo maior quantidade de proteínas temos a sensação de saciedade, firmeza à pele e manutenção significativa na massa magra.



Adora escrever sobre estilos de vida e traça diários de suas viagens com espontaneidade. É um amante da astrologia, do cinema, de tatuagens, de viagens distantes e de brócolis.

Deixe uma resposta